Esportes

Uefa suspende jogador da Turquia por gesto extremista durante Eurocopa


A Uefa suspendeu nesta sexta-feira (5) o zagueiro turco Merih Demiral por duas partidas por sua comemoração com gesto de “lobo” ligado a ultranacionalistas e multou o inglês Jude Bellingham em 30.000 euros (R$ 177,6 mil) por agarrar a virilha na Euro 2024.

O zagueiro Demiral, de 26 anos, ficará de fora das quartas de final da Turquia no sábado contra a Holanda, o que provocou indignação e um apelo do seu governo para que a punição fosse revogada.

O meio-campista Bellingham, de 21 anos, no entanto, está liberado para jogar pela Inglaterra nas quartas de final contra a Suíça, também no sábado. Embora ele também tenha sido punido com uma partida de suspensão, ela está em suspenso dependendo do seu comportamento.

Demiral imitou o formato da cabeça de um lobo com os dedos após seu segundo gol na vitória da Turquia por 2 x 1 sobre a Áustria nas oitavas de final. O símbolo data de séculos atrás, mas recentemente foi vinculado ao grupo de extrema-direita “Lobos Cinzentos” da Turquia e foi condenado como racista pela Alemanha.

A Uefa disse que Demiral foi punido “por não cumprir os princípios gerais de conduta, por violar as regras básicas de conduta decente, por usar eventos esportivos para manifestações de natureza antidesportiva e por levar o esporte do futebol ao descrédito”.

Demiral afirmou que havia planejado o gesto e que se orgulhava dele como uma expressão de patriotismo. A associação de futebol da Turquia planeja recorrer da decisão, segundo a mídia turca.

“A beleza e a empolgação do futebol não devem ser ofuscadas por decisões políticas”, disse o vice-presidente da Turquia, Cevdet Yilmaz, no X, pedindo a anulação da suspensão.

No caso de Bellingham, depois de marcar um belo gol de bicicleta para manter a Inglaterra no jogo, ele beijou a mão e a levou até a virilha no apito final ao sair da vitória por 2 a 1 sobre a Eslováquia, que levou sua equipe às quartas de final.

Sua multa e suspensão de um jogo foram “por violar as regras básicas de conduta decente”, disse a Uefa em seu comunicado.

“A referida suspensão não é aplicada imediatamente e está sujeita a um período probatório de um ano, a partir da data da presente decisão”, acrescentou.

* É proibida a reprodução deste conteúdo. 

Agência Brasil

A Empresa Brasil de Comunicação (EBC) é uma empresa pública federal, criada pela Lei no 11.652/2008 e alterada pela Lei no 13.417/2017, que dá efetividade ao princípio constitucional de complementaridade entre o sistema público, privado e estatal de comunicação.

Leia também

Botão Voltar ao topo